ISCET
Conhece o ISCET • Edifício
Um edifício com história

O 285 da Rua de Cedofeita

Foi um negociante estabelecido na Rua de São João, no Porto, que, em 1856, requereu e obteve a licença de construção do edifício que ocupa atualmente o 285 da Rua de Cedofeita.

Joaquim Ferreira Monteiro Guimarães, nascido em Abril de 1819 em Santa Eulália de Barrosas, era um homem influente na cidade, membro da Direção da Mesa da Assembleia da Celestial Ordem da Trindade, e prestigiada figura do comércio de vinhos na cidade romântica de meados de Oitocentos. O projeto tinha ficado a cargo de Gustavo Adolfo Gonçalves de Sousa, engenheiro portuense, professor, fundador da Associação Industrial Portuense e que, entre outros trabalhos de relevo, dirigiu as obras do Palácio da Bolsa, colaborou na construção do Palácio de Cristal e projetou o prolongamento da Avenida da Boavista.

 

Apresentação do livro "O 285 da Rua de Cedofeita"

Entre a decisão da sua construção, por um rico negociante em vinhos de meados de XIX, e o atual ISCET - Instituto Superior de Ciências Empresariais e do Turismo, o edifício foi residência de um deputado e presidente da Câmara do Porto e um dinâmico centro artístico no início do século XX, entre tantos outros usos e ocupantes célebres e discretos. Muitas foram as pessoas, as ideias e as decisões tomadas entre aquelas paredes, que marcaram indelevelmente o rumo da arte, da política e dos destinos da cidade nos solavancos do tempo. Percorre os corredores e as ruas do Porto, a partir do 285 da Rua de Cedofeita.