Este site utiliza cookies para ajudar a disponibilizar os respetivos serviços e analisar o tráfego. As informações sobre a sua utilização deste site são partilhadas com a Google. Ao utilizar este site, concorda que o mesmo utilize cookies.

Reportagem "O papel comunitário das rádios locais e o fenómeno da solidão na sociedade portuguesa contemporânea"

O Jornal de Notícias e o Diário de Notícias divulgaram, no contexto de uma reportagem da jornalista Sara Dias Oliveira, os resultados do estudo "O papel comunitário das rádios locais e o fenómeno da solidão na sociedade portuguesa contemporânea", realizado por Adalberto Dias de Carvalho, professor, investigador e diretor do ISCET - Instituto Superior de Ciências Empresariais e do Turismo, no âmbito do Observatório da Solidão e do Observatório de Marketing e Publicidade.

Desta reportagem realça-se a seguinte passagem, a qual "destaca a singularidade das rádios locais, a sua proximidade à comunidade onde se inserem, as relações que se criam, os problemas que se partilham, as chamadas de atenção para questões pessoais. 'A interatividade que existe entre os ouvintes e os responsáveis e protagonistas das rádios é tão grande que as conversas tocam problemas da comunidade ou mesmo problemas pessoais, que atingem esse nível de proximidade que é a intimidade'. A solidão, a depressão e a tristeza aparecem nas conversas. 'Há ouvintes que falam tanto tempo, e tantas vezes, porque precisam de conversar, de se relacionar com outras pessoas, e encontram nos locutores verdadeiros amigos, frequentemente tratam-se pelo nome, conhecem-se, são do mesmo meio, sabem quem está doente, quem está a recuperar."

https://www.noticiasmagazine.pt/capa-da-semana/17-de-outubro/